Como fazer um strip-tease

Como fazer um strip-tease

Tudo o que queres saber sobre striptease e tens vergonha de perguntar

Todas as táticas são válidas ao inovar no sexo e garantir o prazer do seu homem. Especialmente se, além de torná-lo literalmente impaire, você também pode aumentar a sua auto-estima ao mesmo tempo. Você já pensou, por exemplo, em fazer um leão de strip-tease para deixar o seu macho de boca aberta?

Se o problema é a falta de coragem, saiba que à primeira vista é normal. A Personal Sex Trainer Morgana diz que a melhor maneira de trabalhar a sua auto-estima é usar o diálogo interno positivo: você tem que repetir em voz alta, durante um ensaio em frente ao espelho, “Eu sou uma grande bichana, uma beleza, uma delícia…”. Este exercício faz a diferença no resultado final, porque o homem vai perceber exatamente o que a mulher estava sentindo sobre si mesma durante a apresentação. Se ela se sentir bonita, atraente, auto-confiante, ele vai sentir o mesmo. A treinadora sexual nos diz que há alguns de seus alunos que, para ganhar a timidez, formam um pequeno grupo de amigos com os quais participar do striptease.

E se você não acha que já não tem idade suficiente para certas coisas, deve saber que ela tem alunos entre 18 e 60 anos, e a manjerona está entre 30 e 40. Qualquer mulher pode fazer um strip-tease emocionante, porque a sensualidade feminina é inata. Tudo o que ela tem que fazer é dar a si mesma a chance de trazer à tona a bela mulher que ela é, assegura Morgana. E para provar que a idade não importa quando se trata de ser sensual, ela revela: “Recentemente tive uma estudante de 67 anos que queria surpreender seu marido. Eles estavam a celebrar 50 anos de casamento!”

O ideal nesta técnica é deixar-se ir, relaxar, deixar seu instinto de comandar movimentos e expressões, mas é bom saber que um curso de strip-tease ensina muito mais que coreografia: no primeiro mês a auto-estima e a postura sensual, no segundo mês a dança com a cadeira e o strip-tease, no tero o strip-tease com a dana no chão. Há também um módulo avançado que é administrado por uma stripper profissional, onde os alunos aperfeiçoam as técnicas aprendidas no curso básico.

O Personal Sex Trainer explica que o verdadeiro objetivo é a redenção da auto-estima, da feminilidade, dos valores da mulher, pois sem eles não é possível dar continuidade ao processo de aprendizagem – após esta redenção damos iniquidade à aprendizagem da linguagem corporal, da postura, do cenário, da escolha da música, da roupa e das técnicas para tirar toda a roupa com charme e sensualidade e, claro, como colocar tudo isso dentro da relação.

Com base nas sugestões do professor, aqui estão os 7 melhores canhões para um striptease perfeito:

1- Meninas, vocês vão ser mulheres em breve – Urge Overkill

2- Quer saber o que é o amor – Estrangeiro

3- Gelo Preto – AC/DC

4- Só não sei o que fazer comigo mesmo – As Listras Brancas

5- Você pode deixar seu chapéu ligado – Joe Cocker

6- A Emoção Acabou – B.B. King

7- Botões – The Pussycat Dolls

 

As posições sexuais que o farão desfrutar mais

As posições sexuais que o farão desfrutar mais

Porquê viver uma vida sexual monótona quando há tantas posições sexuais divertidas para tentar com o seu parceiro? É importante que o casal possa experimentar a sexualidade em todas as suas formas, desde a mais engraçada até à mais criativa. É por isso que existem tantas posições sexuais e agora juntos vamos explorar aquelas que achamos que vão fazer você desfrutar mais.

Posições sentadas

A rede – O homem está sentado numa superfície dura com as pernas dobradas e segura os joelhos com as mãos. A mulher está sentada em cima dele, no espaço entre as pernas dele e o tronco. Com os seus joelhos, o homem empurra-a em direcção ao seu corpo. Os dois estão cara a cara.

O trapézio – O homem está sentado com as pernas abertas e a mulher está em cima

dele.

Ele agarra-a pelos quadris enquanto ela se deita de costas. Os dois formam uma espécie de L. O homem usa o buraco nos seus braços para aproximar o seu parceiro dele. Uma posição realmente ideal para mudar a rotina…

O dominaione – ambos estão sentados, de frente um para o outro, para que os dois corpos se encaixem, ela em cima dele. Esta posição lhe dará um orgasmo intenso e inesquecível.

A cadeira – O homem está sentado de costas sobre uma almofada, com as pernas abertas e dobradas. A mulher está em cima dele e, com as mãos, controla a penetração e a intensidade. As pernas dela descansam nos ombros dele. Para aumentar o prazer ele pode tocar no clítoris do seu parceiro com os dedos. Os dois estão de frente um para o outro.

Ying e Yang, ou seja, boa e má – na ponta dos dedos dos pés e com as pernas ligeiramente afastadas dá-lhe as boas-vindas, que também se senta em cima dele na ponta dos pés. Os movimentos dos dois imitam uma espécie de rede, indo e voltando. Ou ele pode ficar parado, deixando-a sozinha até que ela atinja o clímax do orgasmo. Posição particular, mesmo que exija equilíbrio e punção física!

Fusão – O homem sentado com as pernas estendidas, ligeiramente inclinadas para trás, encostadas às mãos. A mulher tem as pernas nos lados do corpo dele, dobradas, apoiadas nos braços que estão atrás do corpo. Nesta posição, os preliminares são muito importantes porque durante o relacionamento real, esta posição impede beijos, carícias e outros contatos entre os dois.

A cortesã – Ela está apoiada na ponta da cama ou numa cadeira e ele está de joelhos para que o seu pénis fique à mesma altura da vagina. A mulher agarra-o com as pernas e ambos seguem o mesmo ritmo para a penetração.

[

]A balança – É uma das posições mais comuns e agradáveis. A mulher se coloca em cima do homem por trás e ela decide o ritmo da penetração. Ele pode beijar o pescoço e o cabelo dela ao mesmo tempo.

Posições permanentes

O carrinho de mão – As posições de pé são todas muito bem compreendidas. Neste, a mulher fica na beira da cama, de costas para os ombros. O homem está de pé, levanta-lhe as pernas e penetra-a por trás. As sensações que esta posição causa são diferentes, dependendo se as pernas estão mais ou menos abertas, mais ou menos aladas.

A união suspensa – Ele está de pé, ela está encostada a uma parede. O homem segura-lhe as pernas para cima e penetra-a. É uma posição muito excitante, mas difícil de manter por muito tempo.

A posição do lobo – Ela está de pé mas inclinada para a frente, ele está atrás dela, sempre de pé e penetrando-a, segurando-a pelos quadris. Posição muito emocionante, para aqueles que querem experimentar coisas novas!

Depois de ver as posições sexuais para desfrutar mais sentados e em pé, veremos agora as posições com ela ou ele de lado.

Lembre-se que qualquer que seja a posição que você escolher, o importante é que você alcance o máximo de prazer.

Posições com ela em cima

A amante – Os homens gostam das posições com ela em cima, acham-nas sexy. Neste caso, o homem está deitado com as pernas ligeiramente afastadas e as pernas dobradas para que os joelhos lhe toquem o peito. Ela senta-se em cima dele na ponta dos pés, adaptando-se à posição que ele assumiu. O movimento dos dois será em direção um ao outro e para baixo para facilitar a penetração.

[

]O balanço – esta posição permite a penetração quando ela se senta de costas e controla os movimentos com a ajuda dos braços. O homem pode facilmente aceder ao ânus e nádegas do parceiro, que pode diminuir o ritmo para desfrutar de um estímulo anal.

Variante do balanço – Outra forma de alcançar esta posição sexual é a mulher deitar-se no corpo do homem, mas não completamente e sempre com os ombros; de fato, o tronco deve ser ligeiramente alado e ela deve manter-se nos braços. Isto também permite ao homem tocar nos seios da mulher.

Alinhamento perfeito – Esta posição é ideal para aquelas mulheres que estão lutando para alcançar o orgasmo e precisam de um estímulo do clitóris vaginal e dos lábios. Além disso, um homem pode tocar as nádegas da mulher, colocar os dedos no ânus dela e aproximar-se dela. Os parceiros estão em cima um do outro.

Posição da Andromache – Ela está sentada em cima do homem e decide qual vai ser o furo de penetração. Os homens gostam desta posição porque lhes permite relaxar e ao mesmo tempo ver como a mulher fica excitada com eles. Além disso, ela pode pegar o pénis na mão para aumentar a excitação.

Posições com ele no topo

O caniço – As posições sexuais com ele no topo são muito comuns, mas isso não significa que não sejam excitantes. Neste caso, a mulher está deitada com as pernas separadas e dobradas, com os braços atrás dos ombros. Quando o homem está pronto para penetrá-la, ele levanta as nádegas dela enquanto está de joelhos, acima dela. A posição, um pouco desconfortável, é muito compensada pelo orgasmo que se sente!

As lâminas do moinho de vento – a mulher está deitada com os ombros virados para a cama e as pernas afastadas, o homem deita-se de cabeça para baixo, depois com o rosto virado para a cama e as nádegas viradas para o rosto dela. Neste caso o seu clítoris e vagina estão em contacto com o seu púbis, o que também lhe permite ter um orgasmo clitoral.

[

]A posição profunda – Ela está deitada com as pernas aladas, descansando sobre os ombros dele. O homem penetra nela de cima com as mãos em cada lado dela. Esta posição sexual é assim chamada porque permite uma penetração realmente completa e profunda.

A catapulta – O homem está de joelhos e penetra na mulher, que descansa as nádegas dela sobre as pernas. A mulher pode descansar as pernas no peito do homem ou mantê-las separadas.

O espelho do prazer – Ela está deitada de costas, com as asas nas pernas e deixando-o apoiá-la, descansando o braço na cama. O homem penetra nela e está no controle da situação.

A Lua – Nesta posição as pernas estão entrelaçadas. Na verdade, a mulher está deitada com as pernas abertas e dobradas, o homem está sentado com as pernas abertas mas estendidas, empurrando-a pelos ombros.

Em suma, estas são apenas algumas ideias de posições sexuais para desfrutar mais do que lhe damos, mas é claro que também estamos à espera das suas sugestões!

O ponto “G” para cada sinal odiacal

O ponto “G” para cada sinal odiacal

Carregá-lo gentilmente no ombro ou beijá-lo apaixonadamente? Certamente o seu parceiro ou a sua parceira tem um ponto vulnerável e hipersensível, que se você apenas o tocar, ele fica tão excitado. Ponha de lado seus medos, pudins e complexos porque agora vamos mostrar-lhe qual é o ponto de máximo prazer, para ser estimulado. Diga-lhe qual é o seu, para que ambos possam desfrutar.

Áries – Amantes ferozes, apaixonados e criativos, o seu ponto fraco é a sua cabeça. Vai deixar o seu parceiro super excitado se lhe acariciar o rosto, a testa ou o cabelo. Peça-lhe para fechar os olhos e beijar-lhe a boca, o nariz, o queixo. Desta forma, todo o poço erótico de Marte, o planeta que os governa, ficará debaixo dos lençóis.

Touro – Carinhosos, carinhosos e dedicados ao amor mais puro, os amantes do touro não conseguem resistir às carícias e aos beijos no pescoço e na nuca. Beije seus ombros superiores, que é seu signo, dirigido por Vênus, o planeta do amor. Além disso, a pele deles é muito sensível, não se esqueça disso durante os preliminares!

[]Gêmeos – Ombros, braços, mãos são os pontos fracos desses amantes, quietos e sensíveis. Sem cansaço, durante uma única noite eles podem dar-te o dobro de todos os outros sinais de ódio. O que os excita? Os beijos e carícias nos sovacos, cotovelos e pulsos.

Câncer – Intuitivo e extremamente terno, eles derretem assim que você toca o peito, o peito e a barriga deles. Você pode ternamente descansar sua cabeça nesta área ou massagear com óleos perfumados. Cuidado, porque também têm cócegas nestas!

Leo – Dizem que ser amado por uma pessoa deste signo é mais fácil do que amá-la. Muito exigente, nem todos conseguem fazê-los sentir sensações agradáveis. Você pode excitá-los estimulando a área do peito, o coração e os ombros superiores. Coloque os seus lábios sobre estes para estimular as suas fantasias eróticas.

Virgem – Bons amantes e sempre preocupados em dar o máximo prazer ao seu parceiro, o ponto “G” do signo está no abdômen; tente com piicotti claro ao redor do umbigo. Não se esqueça de acariciá-lo no que está ao redor dos quadris.

Libra – A palavra para tais amantes é equilíbrio. No entanto, a sua tendência para a monotonia e rotina pode ser revertida se você encontrar o seu ponto fraco: a parte de trás do ombro para o sacro. Dê-lhes massagens intensas, combinadas com beijos, carícias.

Escorpião – É o sinal mais sexual de ódio. Para eles o sexo é vida e não há nada mais belo. Apaixonado e intenso, a sua ona erógena é apenas a dos genitais. Mas você tem que fazê-los esperar; não comece estimulando-os lá, mas explorando todo o seu corpo, excitando-os ao máximo.

Sagitário – Amantes ferozes e não-conformista ficam excitados com o estímulo das nádegas e pernas, especialmente a parte perto dos genitais. Com a boca e as mãos, acaricie-as suavemente.

Capricórnio – Discretos mas apaixonados, os amantes deste signo têm o cuidado de deixar uma boa memória de si mesmos no outro. O ponto fraco são os bezerros. Acaricia-os com pomadas perfumadas, beija-os, dá pequenas dentadas atrás dos joelhos.

Aquarius – Elegante e sem limites debaixo dos lençóis, o seu ponto fraco são as suas pernas. Você pode inventar mil maneiras de solicitá-los: fazendo-lhes cócegas com as penas, beijando-os… o que lhe vier à cabeça. A liberdade que caracteriza este sinal também o leva para a cama; você pode ousar usar alguns jogos sexuais também.

Peixes – livres, às vezes tenros e às vezes teimosos, são muito sensíveis aos pés. Você pode aumentar o erotismo acariciando-os, beijando-os, colocando seus dedos na boca.

O decálogo do sexo sem compromisso

O decálogo do sexo sem compromisso

Talvez você seja uma daquelas pessoas cujas palavras “namorado”, “namorada” ou “compromisso” lhes dão urticária ou mais simplesmente você é uma daquelas que querem ser livres no mundo. Está bem. Mas sejamos honestos, não há corpo que possa durar muito tempo em abstinência dos prazeres do sexo.

Não tens de ficar sozinho, guardando os teus desejos para ti. Certamente entre seus amigos há alguém na mesma situação que você, que, como você, quer dar e receber alguns carinhos picantes. E talvez ele também esteja disposto a transformar a relação de amizade em uma relação de amizade “com benefícios”, também conhecida como trombammy. Uma relação que é mutuamente gratificante.

Mas como não é uma relação sentimental clássica, deixamos aqui o decálogo para manter um trombammy saudável, agradável, respeitoso e acima de tudo cheio de satisfação e prazer para ambos.

  1. É sobre sexo sem compromisso Sem ciúmes: ele tem a vida dele e você tem a sua, portanto, sem controle ou “perseguição virtual” no Facebook, Twitter ou Instagram. Você está lívido e livre de problemas. Está claro?
  1. Evite levá-lo às reuniões de famíliaDefinidamente vá com o seu “amigo” à primeira comunhão do seu primo ou ao jantar de fim de ano dos seus colegas de escritório. Como é que o vais apresentar? Olá avó, este é o Pedro, o meu amante casual… Claro que não! E ao mesmo tempo, não os deixe começar a tratá-lo como seu namorado, que é exatamente o que você não quer.
  1. Sob nenhuma circunstância você o transformará em seu confessor Lembre-se que seu relacionamento é puramente sexual, então evite contar-lhe sobre seus traumas de infância, seus problemas no trabalho ou as aspirações de sua vida. O objectivo é passar momentos agradáveis juntos, não para conhecer a sua alma gémea.
  1. Não tenho de lhe ligar para saber como está o seu gato ou para lhe dar flores no seu aniversário. Não se esqueça que as amizades “com benefícios” são precisamente para evitar as obrigações de uma relação estável, por isso concentre-se nos prazeres do corpo e aproveite ao máximo os seus momentos de sexo sem se perder em coisas que não são relevantes.
  1. Não fale de exclusividade por qualquer razão Cada relação tem as suas regras, mas é melhor deixar a exclusividade em alta. Se começarem a comportar-se como se tivessem de prestar contas um ao outro, o sexo pode correr mal.
  1. Apenas diga a verdade e nada mais que a verdadeO objetivo de ter um parceiro sexual é satisfazer suas necessidades sexuais, então não fique calado e diga claramente como, onde e quando você quer transar. Esquece a vergonha. Seja honesto sobre o que você gosta e não gosta de fazer.
  1. Use sempre preservativoNunca faça sexo desprotegido! Já dissemos que a relação não é exclusiva, isto aplica-se a ambos, portanto vocês não sabem se e com quem o vosso parceiro teve relações sexuais. Lembre-se disso.
  1. Respeite a reservaComo um cavaleiro ou uma senhora (conforme o caso) e não se vanglorie de ter uma namorada. A discrição é importante neste tipo de relacionamento, para não dar origem a mexericos e para lixar o seu parceiro casual.
  1. Não fodas se não quiseres. Se não o quiseres ver um dia, tudo bem. Se te apetecer amanhã, tudo bem. Mas se você não se sente mais atraído por ele, deixe-o. Não vale a pena ter sexo com alguém com quem já não há atracção sexual.
  2. Nunca, nunca te apaixones se isto acontecer, o trombammy não funciona. O problema é que para algumas pessoas é muito difícil não ativar o aspecto sentimental nestes tipos de encontros. Então, se você se conhece e sabe que é fraco nesse aspecto, pense bem antes de injetar a trombâmia. Se você já está nele e percebe que está batendo seu coração por seu amigo tromboscópio, fuja enquanto ainda pode!
O clítoris, este estranho: como fazer uma mulher se divertir.

O clítoris, este estranho: como fazer uma mulher se divertir.

O clítoris está associado ao prazer da mulher, a ele se deve o orgasmo feminino e embora possa parecer um simples “botão”, na realidade ele é muito mais articulado.

Temos dito que o clítoris é responsável pelo orgasmo feminino, ativa o prazer na mulher e é mais complexo do que o que pode ser visto superficialmente. A vagina, por outro lado, é feita para se expandir e por esta razão é menos sensível e tem menos pontas de neve.

A estrutura do clítoris é como uma esponja que se enche de sangue durante a fase de excitação. Nesta fase aumenta o seu tamanho, até 30 vezes mais do que o normal. Os seus terminais estendem-se até à vagina; é composto por dois corpos cavernosos e um tecido semelhante à glande masculina. Dela apenas a cabeça e parte do corpo podem ser vistas e tocadas, que juntas constituem apenas 30% de todo o clítoris.

Dissemos que os corpos esponjosos que estão presentes nele se enchem de sangue durante a fase de excitação e permitem que o clítoris incha; mas a mais leve situação desagradável é suficiente para que tudo fique mudo, o clítoris esvazia-se e o excitaion perde-se.

As mulheres sabem realmente para que serve o clítoris?

Certamente as experiências que acumulamos ao longo dos anos afetam nossos sentimentos e comportamentos, em relação ao sexo e ao nosso corpo. A partir do momento que você nasce, você aprende coisas sobre seu corpo, e ao se tornar adulto você aprende a reconhecer seus sinais, como fome, dor, fadiga e a ser capaz de controlá-los. No entanto, muitas pessoas, e neste caso devemos dizer muitas mulheres, sabem muito pouco sobre o funcionamento dos seus órgãos sexuais e nem sempre são capazes de os controlar totalmente.

[]

O clítoris, até há algum tempo atrás, era um “estranho”; na verdade, a maioria dos livros de educação sexual só falava da vagina. Como resultado, muitas mulheres não sabiam como estimulá-lo e outras começaram a fazê-lo após anos de autoconhecimento do seu próprio corpo e auto-estimulação.

Obviamente, a psicologia, o contexto cultural e social, a educação recebida afetam o maior ou menor conhecimento do próprio corpo e a experiência erótica em geral.

Como estimular o clítoris

O clítoris, também pela sua posição podemos defini-lo como o órgão secreto e por isso precisa de carícias delicadas e doces. Aqui estão algumas dicas úteis para ele estimular o clítoris do seu parceiro:

  • Acariciar o clítoris lentamente, sem esquecer a área circundante;
  • Faça movimentos circulares, sem empurrar;
  • Tente acariciar com o mesmo ritmo, de uma forma constante. O ritmo só pode ser aumentado se a mulher pedir para que chegue ao orgasmo;
  • Use os seus dedos indicador e médio para estas carícias;
  • Continue a acariciar mesmo quando a parceira tiver atingido o orgasmo e só interrompa se ela o pedir;
  • Lembre-se sempre que cada mulher é diferente da outra, por isso é necessário ser guiada por ela no ritmo para manter, se mais doce ou mais forte.

Mais uma vez, a comunicação é muito importante para que a outra pessoa saiba do que gosta e do que não gosta.

O bdsm na literatura erótica

O bdsm na literatura erótica

BDSM indica um conjunto de práticas sexuais e mais especificamente: bd significa escravidão e disciplina; ds dominaion e submissão; sm sadismo e masoquismo. A ligação é caracterizada por práticas baseadas na restrição física: desde simples ligaduras como espartilhos, bustos e cordões até à prevenção de qualquer movimento do corpo (a chamada mumificação).

A dominaione – submissividade não se refere apenas ao aspecto psicológico, no qual todos estão conscientes do papel que desempenham (mestre ou dominante e eslavo ou dominado), mas também envolve o resto, ou seja, um certo tipo de roupa e acessórios (chicotes, botas), bem como o comportamento fora da relação sexual.

Sadismo – o masoquismo contempla um conjunto de práticas sexuais que envolvem sofrimento físico e mental sobre o parceiro. Bdsm está no centro da trilogia de Romanos eróticos do escritor inglês E.L James “50 Shades of Grey”, “50 Shades of Black“, “50 Shades of Red“. Estes têm como protagonista a jovem estudante Anastasia, que tece uma relação com o fascinante e poderoso cristão, uma história sexual caracterizada por práticas eróticas e bdsm. O que caracteriza as práticas bdsm é o seu carácter consensual: de facto, as três regras que as caracterizam são ssc, isto é, saudável, seguro, consensual.

É saudável porque é marcado pela satisfação de ambos; é seguro porque o uso da palavra segurança está previsto, o que permite que o jogo seja interrompido a qualquer momento; é consensual porque cada um aceita o seu próprio papel. Quanto à natureza consensual de tais práticas, uma opinião interessante é a expressa por Valerie Tasso, antiga prostituta de luxo e autora de “Diário de uma ninfomaníaca”, a um periódico francês; a escritora afirma que “o sadomasoquismo é a prática sexual mais democrática”. Vamos ver mais de perto o que o autor quer dizer. Na base do sadomasoquismo, há um pacto. É um jogo em que há muita comunicação entre as partes. O bdsm é fascinante porque você não faz nada que o outro não queira. Qualquer coisa que não se enquadre nas três regras do saudável – seguro – consensual não é bdsm, mas simplesmente violento.

As práticas Bdsm também estão no centro do “Histoire d’O” erótico romano do D francês. Aury, cuja protagonista O, como prova de amor para com seu namorado René, aceita ser objeto de todo tipo de práticas sexuais de outros homens. No “Diário de um dominador” P. le Sage descreve a educação que ele dá às mulheres e meninas em seu palácio, entre práticas eróticas e jogos de submissão.

Em primeiro lugar, estas práticas não são apenas sobre sexo, mas também envolvem a componente psicológica. Na verdade, a dor quando experimentada até certos níveis estimula o prazer. O que realmente subjaz à filosofia de vida (porque é) do bdsm é provocar prazer no outro, tanto no dominante como no dominado. Graças a esses dois papéis, cada um pode liberar a verdadeira libido que está nele, sem preconceitos sociais. Para aqueles que praticam é uma forma mais verdadeira, poderíamos dizer mais primitiva, de viver a sua sexualidade. A relação entre os dois é baseada na confiança mútua, na qual cada um dá algo ao outro, mas na qual a união entre os dois é muito mais do que a simples soma das duas partes.

O 69: o sexo oral e os segredos do prazer

O 69: o sexo oral e os segredos do prazer

Para muitos, representa yin e yang, para outros, o ápice do prazer dado e recebido através do sexo oral. A única coisa certa é que a posição sexual de 69 torna homens e mulheres iguais e faz parte dos preliminares.

É uma questão de duas pessoas entrelaçadas entre si, cada uma com o rosto voltado para o sexo da outra. Uma posição incontornável em qualquer relação sexual, uma parte indiscutível dos preliminares, dizemos-lhe a origem do seu nome.

O nome foi inventado na França já antes de 1969, mas foi usado entre as classes mais populares e com referência a bordéis. Foi em 69 que o termo se tornou muito popular para além das fronteiras francesas. Esta posição permite tanto dar como receber. Quem está acima também pode ficar em baixo, um é igual ao outro.

[]Há mais de dois mil anos que esta posição é praticada no Leste. Já em um templo indiano do século décimo podemos observar imagens esculpidas na rocha, representando pessoas no ato sexual, nesta mesma posição. Isto também é considerado pelo taoísmo, pois é visto como o símbolo do yin e do yang, do bem e do mal e como eles se combinam harmoniosamente. No Tantra esta prática cria uma energia entre os amantes que os torna iguais e ao mesmo tempo os torna um no plano físico e mental. No Ocidente, no entanto, temos de esperar até ao século XIX para que esta posição entre na arte do amor.

Esta posição, se desenhada, aparece como o símbolo do sinal odiacal do câncer, que é um sinal de água; na verdade, o elemento fluido também entra 69 porque a boca de um entra em contato com os fluidos corporais do outro.

Os amantes que estão prestes a experimentar esta prática mergulham nos segredos mais íntimos dos seus parceiros. No Kamasutra, a posição é formada pela mulher deitada de costas na cama com o homem em cima dela. Para aqueles que gostam de ousar, porém, outra posição é onde o homem está de pé e a mulher está de cabeça para baixo com as pernas ao redor do pescoço do homem. Ela coloca a cabeça em cima do membro dele enquanto recebe o prazer. Finalmente, não esqueçamos a versão francesa de 69, onde ambos estão deitados de lado e se cruzam para tocar os genitais do outro com a boca.

Esta posição nem sempre encontra o consentimento do parceiro, especialmente de uma mulher. Em primeiro lugar, aconselhamos, como sempre, antes de tentar uma nova posição, a falar sobre isso com o seu parceiro, para que ambos concordem. Não tente fazer isso sem o consentimento do outro.

Há muitas mulheres que acham difícil provar esta posição, as mesmas dificuldades que têm em geral em relação ao sexo oral. Como o sexo oral, muitas pessoas não gostam de ter sua boca contada com seus genitais, e isto é verdade tanto quando você o faz quanto quando você o recebe. Além disso, além da desconfiança que uma pessoa pode ter em relação ao sexo oral em geral, esta posição proporciona um contato do qual é difícil se livrar. Em resumo, enquanto que se você receber ou praticar sexo oral, você pode parar, acariciar e outras coisas, nesta posição é difícil distrair o seu parceiro do que ele ou ela está fazendo. Além disso, para algumas pessoas pode ser uma posição extremamente desconfortável.

O que você acha desta posição? Você gosta? Pratica-o frequentemente?

Como se faz sexo tântrico?

Como se faz sexo tântrico?

Os segredos de uma prática sexual em nome da espiritualidade

De acordo com a palavra Tantra, tudo no universo está indissoluvelmente ligado, incluindo os seres humanos. Este conceito é a base de uma filosofia que traz consigo importantes ensinamentos espirituais: um louvor à vida que vem do Extremo Oriente.

Como o Tantra diz respeito a todos os aspectos da vida, obviamente a esfera sexual não pode ser negligenciada sob a bandeira do equilíbrio físico e mental; um equilíbrio que, uma vez alcançado, leva ao amor, ao sexo, mas também ao bem-estar interior e, acima de tudo, à felicidade.

Mas o que significa ter sexo tântrico?

É uma prática nem sempre desejada pelos homens, que muitas vezes não concebem uma relação sem penetração. Mas o sexo tântrico mostra que as formas de sexo são variadas e igualmente satisfatórias. Nesta prática, por exemplo, o beijo é uma ferramenta muito importante, assim como os dedos e a língua, indispensável para atingir o orgasmo de forma alternativa e cheia de erotismo, estimulando os pontos mais impensáveis. Para ter sexo tântrico é necessário que haja uma certa harmonia e um bom conhecimento do corpo do parceiro; um entendimento sem o qual não se pode alcançar o equilíbrio que leva ao prazer prolongado e ao que muitos chamam de sensação de felicidade. O próprio ato de estimulação, envolvendo todo o corpo, torna-se assim mais agradável do que o próprio orgasmo, pois é o momento mais alto, aquele em que as energias dos dois corpos se fundem em um prazer quase religioso.

Nos textos que tratam do assunto, pode-se também estudar várias técnicas de massagem e posições alternativas que são bastante interessantes.

Para se aventurar na prática do sexo tântrico é aconselhável criar um ambiente que evoca uma certa espiritualidade e intimidade, onde você se sinta protegido e completamente relaxado. Recomendamos um ambiente o mais insonorizado possível, protegido de ruídos perturbadores que podem tornar-se interferências na harmonia entre os corpos. Precisamente em virtude desta última, é bom sincronizar a respiração colocando uma em frente da outra, inalando e exalando alternadamente, como se exalar significasse dar ao seu parceiro o ar para inspirar: algo extremamente romântico e eficaz.

Além disso, manter os olhos abertos, olhar intensamente, mas sem se sentir obrigado, mostra que existe uma certa harmonia e que mesmo as mentes estão sincronizadas umas com as outras através de uma ligação indissolúvel.

O sexo tântrico, como se pode ver facilmente, é feito de preliminares, por isso é necessário não ter pressa, comportar-se espontaneamente e tomar todas as coisas positivas que a estimulação prolongada entre os corpos pode oferecer.

É interessante notar que não existem regras bem definidas, mas apenas conselhos úteis para alcançar o entendimento de que tantos têm falado e que é central para esta prática.

Encontros infiéis: : os 5 melhores lugares para ter (ou não ter) sexo

Encontros infiéis: : os 5 melhores lugares para ter (ou não ter) sexo

É isso: após uma primeira aproximação e um primeiro encontro, você finalmente conseguiu conquistar uma mulher casada e ter a oportunidade gananciosa de desfrutar de encontros infiéis.

Agora, porém, emerge a clássica dúvida típica destas situações: para onde levá-la para fazer sexo despreocupado, sem se preocupar que um marido zangado apareça ou que ela possa se ressentir de algo? Não se preocupe, pois neste artigo veremos os 5 melhores lugares para ter (ou não ter) encontros infiéis!

Por que é importante planejar encontros infiéis?

Sair com uma mulher casada em sua casa é uma ótima maneira: mas só se você quiser ir para a morte certa. A primeira coisa que você tem que entender é a importância do planejamento: existem lugares e lugares para conhecê-la.

Alguns são bons lugares, enquanto outros são definitivamente maus lugares. E se você escolher um destes últimos, então você pode ter certeza de que algo vai dar errado e você vai acabar com uma contusão em um olho, ou nada em suas mãos.

Encontros infiéis em um quarto de hotel…

Um grande, grande clássico: o quarto de hotel é o lugar ideal para fazer sexo com uma mulher casada, porque está longe dos olhos curiosos, porque é elegante e equipado com todo conforto, e sobretudo porque você pode escolher a milhares de quilômetros de distância do desejo de vingança do seu marido.

Mas organizar reuniões com mulheres casadas num quarto de hotel infelizmente tem uma grande falha: custa, e às vezes custa muito, especialmente porque as mulheres casadas quase nunca se contentam com uma taverna barata!

O banco de trás do seu carro

Tudo bem, não será tão confortável ou romântico, mas você pode usar um bom “quem se importa”! O propósito do seu encontro é simplesmente ter sexo, certo?

Então o banco de trás do seu carro pode valer mais que um quarto de hotel, porque tem um gosto muito parecido com as aventuras e riscos da juventude. É claro que você também tem que tomar contra-medidas se não quiser ser pego pela polícia: é melhor evitar vagas de estacionamento. É mais rápido levá-lo para o campo, assim você pode ter certeza de que ninguém pode interrompê-lo!

Lar doce lar? Não, obrigado!

Você acha que a casa dela é um palácio? Mesmo que seja, pode ser uma prisão para você! Organizar encontros infiéis em sua casa é um risco enorme, e também um dos piores erros que você poderia cometer: você arriscaria trazer o marido dela para baixo, e lá eles seriam espancados e espancados até a morte. O mesmo vale para as partes invertidas: sua casa não é a melhor estratégia para ter sexo com mulheres casadas.

Se o marido dela estiver desconfiado, ele pode tê-la seguido, e então nada no mundo a tirará de problemas: você terá que viver aterrorizada toda vez que sair de casa!

Sexo no escritório

A vida dos gerentes ou freelancers é boa: se você tem um escritório, ou se você pode contar com o molho de chaves que abre as portas da empresa para a qual você trabalha, você tem um lugar perfeito para desfrutar de seus encontros infiéis.

Mas tenha sempre cuidado, porque alguém pode vê-lo: se houver um zelador, tente “olear os mecanismos”, pagando-lhe um belo extra em troca do seu silêncio!

Sexo em público

E aqui está o pior erro que você poderia cometer: você não é mais um adolescente, e não pode se dar ao luxo de ser dominado pela paixão e fazer sexo em público, muito menos com uma mulher casada!

Além de ser claramente ilegal, você pode se meter em sérios problemas e ser beliscado a cada olho curioso: esqueça os parques, elevadores, banheiros e qualquer outro lugar que possa colocá-lo em grandes problemas. Os encontros infiéis também são bons para sua componente de risco, mas há um limite para tudo!

Os melhores pratos para um jantar apimentado de primeiro encontro

Os melhores pratos para um jantar apimentado de primeiro encontro

Comida e sedução sempre andaram de mãos dadas.

As pessoas normalmente gostam de dizer que os caminhos do coração de um ser humano passam pelo seu estômago.

Embora pareça que a comida mexicana sempre foi uma boa escolha para um primeiro encontro, as coisas parecem estar mudando e agora os solteiros preferem outros tipos de cozinha para um primeiro jantar “apimentado”.

Evite comida exótica e apimentada nos primeiros encontros…

Ingredientes exóticos e alimentos picantes são a chave para a sedução, mas nem sempre são a melhor opção para um primeiro encontro.

Um estudo publicado por um site de encontros sexuais em que 1.800 solteiros foram questionados sobre hábitos alimentares para o primeiro encontro revelou que apenas 2,4% dos homens e mulheres que procuram o amor online escolhem a comida mexicana durante o primeiro encontro.

Então qual seria a melhor refeição a escolher no primeiro encontro? A resposta é clara! Um em cada 4 solteiros escolheu comida italiana.

Pode parecer incrível, mas um simples prato de macarrão será a escolha mais emocionante!

As tapas espanholas são irresistíveis, mas quando se trata de culinária mediterrânea, os usuários acreditam que a cozinha italiana vence tudo.

Por outro lado, encontramos o churrasco ao estilo mexicano, chinês, japonês e americano.

Segundo o estudo de alguns sites de encontros sexuais os alimentos exóticos não são tão populares quanto a culinária mediterrânea.

A comida exótica ainda é ótima para sedução, mas é melhor desfrutar de um jantar exótico e romântico durante as seguintes datas.

Há uma teoria popular que sugere o terceiro encontro como ideal para outros tipos de cozinha, na verdade é aquele em que a maioria das pessoas faz o jantar em casa e bem… é aqui que a magia acontece!

Esta é a oportunidade perfeita para mudar o local do encontro e convidar o possível parceiro para sua casa, agora você está pronto para preparar um jantar romântico usando ingredientes afrodisíacos para estimular a paixão.

Se você adora tempura japonesa, churrascos americanos ou enchiladas mexicanas, não deixe essas opções para seu terceiro jantar de confraternização.

Ao sair num primeiro encontro, você também deve considerar cuidadosamente para que tipo de restaurante você quer convidar seu parceiro para um jantar romântico.

A maioria dos solteiros definitivamente não espera uma escolha de luxo em seu primeiro encontro.

Todos querem se sentir confortáveis no primeiro encontro e que melhor maneira de relaxar seus nervos do que ir a um restaurante aconchegante e simpático!

Passar o jantar no seu primeiro encontro em um local agradável e aconchegante, realmente alivia tensões e desta forma é mais fácil se comunicar com o seu parceiro em potencial.

Da mesma forma, comida de rua e fast food são uma má opção de primeiro encontro para a maioria dos solteiros.

O que fazer então? Escolha um lugar com uma atmosfera descontraída que ofereça uma comida incrivelmente boa! De acordo com a pesquisa de um site de encontros sexuais, a melhor opção para jantar no primeiro encontro é escolher um restaurante típico que ofereça comida caseira.

Converse com seu parceiro potencial sobre qualquer necessidade dietética que ele possa ter ou pergunte qual é seu tipo favorito de cozinha antes de marcar uma consulta pessoalmente pela primeira vez.

Então, basta procurar um restaurante acolhedor que ofereça excelentes pratos caseiros a preços acessíveis.

O objetivo do primeiro encontro deve ser conhecer seu parceiro potencial, ver se existe química e descobrir se o interesse é mútuo, planejar mais encontros e então, se for o caso, iniciar uma relação estável de longo prazo ou um encontro sexual.

Não arrisque! Se você quer impressionar seu parceiro no primeiro encontro, siga os conselhos que lhe damos e escolha um restaurante italiano que oferece pratos típicos caseiros todos os dias, incluindo massas e pizzas caseiras ou opte por um restaurante espanhol com paella de boa qualidade.

Seja qual for a sua escolha, não deixe de ir a um bom restaurante com um ambiente amigável e comida caseira de alta qualidade para o seu primeiro jantar de saída.

Afinal, a comida continua sendo sempre a chave para a sedução. Se você escolher uma boa entrada e continuar com um ótimo prato principal, será mais fácil conseguir uma sobremesa fantástica: uma noite romântica com a melhor combinação “apimentada”!