Como se faz sexo tântrico?

Os segredos de uma prática sexual em nome da espiritualidade

De acordo com a palavra Tantra, tudo no universo está indissoluvelmente ligado, incluindo os seres humanos. Este conceito é a base de uma filosofia que traz consigo importantes ensinamentos espirituais: um louvor à vida que vem do Extremo Oriente.

Como o Tantra diz respeito a todos os aspectos da vida, obviamente a esfera sexual não pode ser negligenciada sob a bandeira do equilíbrio físico e mental; um equilíbrio que, uma vez alcançado, leva ao amor, ao sexo, mas também ao bem-estar interior e, acima de tudo, à felicidade.

Mas o que significa ter sexo tântrico?

É uma prática nem sempre desejada pelos homens, que muitas vezes não concebem uma relação sem penetração. Mas o sexo tântrico mostra que as formas de sexo são variadas e igualmente satisfatórias. Nesta prática, por exemplo, o beijo é uma ferramenta muito importante, assim como os dedos e a língua, indispensável para atingir o orgasmo de forma alternativa e cheia de erotismo, estimulando os pontos mais impensáveis. Para ter sexo tântrico é necessário que haja uma certa harmonia e um bom conhecimento do corpo do parceiro; um entendimento sem o qual não se pode alcançar o equilíbrio que leva ao prazer prolongado e ao que muitos chamam de sensação de felicidade. O próprio ato de estimulação, envolvendo todo o corpo, torna-se assim mais agradável do que o próprio orgasmo, pois é o momento mais alto, aquele em que as energias dos dois corpos se fundem em um prazer quase religioso.

Nos textos que tratam do assunto, pode-se também estudar várias técnicas de massagem e posições alternativas que são bastante interessantes.

Para se aventurar na prática do sexo tântrico é aconselhável criar um ambiente que evoca uma certa espiritualidade e intimidade, onde você se sinta protegido e completamente relaxado. Recomendamos um ambiente o mais insonorizado possível, protegido de ruídos perturbadores que podem tornar-se interferências na harmonia entre os corpos. Precisamente em virtude desta última, é bom sincronizar a respiração colocando uma em frente da outra, inalando e exalando alternadamente, como se exalar significasse dar ao seu parceiro o ar para inspirar: algo extremamente romântico e eficaz.

Além disso, manter os olhos abertos, olhar intensamente, mas sem se sentir obrigado, mostra que existe uma certa harmonia e que mesmo as mentes estão sincronizadas umas com as outras através de uma ligação indissolúvel.

O sexo tântrico, como se pode ver facilmente, é feito de preliminares, por isso é necessário não ter pressa, comportar-se espontaneamente e tomar todas as coisas positivas que a estimulação prolongada entre os corpos pode oferecer.

É interessante notar que não existem regras bem definidas, mas apenas conselhos úteis para alcançar o entendimento de que tantos têm falado e que é central para esta prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *